Aparajita

अपराजिता

Flor Azul

Sagrada na Índia अपराजिता

A Clitoria ternatea é planta da Família Fabaceae, comumente conhecida no Brasil por nomes como Clitória, Cunhã, Feijão Borboleta, Ervilha Borboleta, Rainha Azul, Fada Azul, entre várias outras denominações. Vem sendo utilizada na Medicina Tradicional Chinesa e Ayurveda há milhares de anos como um intensificador de memória, agente nootrópico, anti-stress, ansiolítico, antidepressivo, anticonvulsivo, tranquilizante e sedativo. Estudos científicos baseados nas evidências do conhecimento tradicional têm confirmando suas qualidades medicinais reconhecidas na medicina tradicional, identificando uma grande variedade de metabólitos secundários benéficos para a saúde nas flores e em todas as partes da planta dessa espécie.

Seu uso entre nós é mais comum como “Chá Azul”, que além das propriedades medicinais que carrega, apresenta a coloração de um azul profundo e translúcido incrível. Algo muito interessante, é que ao adicionar limão no chá azul, este torna-se violáceo e rosado em poucos segundos, em virtude da alteração do pH para ácido. Além de beber a infusão (chá) pura, as pétalas de Clitória podem ser usadas para colorir sucos, kombuchas, caldos, pães, cremes e fazer o Arroz Azul, que é um prato tradicional na Malásia e Tailândia. As flores de Clitória têm sido utilizadas, também, para colorir Gin com seu azul maravilhoso, que na preparação do drink Gin-Tônica, muda de cor para rosado violáceo quando a tônica é acrescentada ao gin. Além dessas possibilidades de uso, em virtude das propriedades antioxidantes das antocianinas nas suas pétalas, está sendo um componente cada vez mais frequente nas formulações na cosmética natural, particularmente em cremes e máscaras faciais.

Alguns números: (i) Cada 10 gramas de pétalas desidratadas fazem 7 litros de chá azul; (ii) para se ter 1 kg de pétalas desidratadas são necessárias de 10 a 12 mil flores; (iii) em cada 100 gramas de flores, 22 gramas são os cálices, e 78 gramas são as pétalas; (iv) a Clitoria ternatea da Pacha Mama Agroecologia , além de ser cultivada em Sistema Agroflorestal Agroecológico e processada com o máximo rigor dos requisitos de boas práticas exigidos nos Sistemas Orgânicos de Produção, trabalhamos apenas com pétalas, tendo os cálices sido retirados das flores uma a uma. Assim, em cada 100 g de nosso produto, você estará recebendo 22 g a mais, comparando com produtos oriundos do processamento de flores desidratadas e não pétalas.

Nossas flores de Clitoria ternatea são colhidas manualmente, uma a uma, em plantas de cultivo próprio orgânico em Sistema Agroflorestal Agroecológico, desidratadas em temperatura não superior a 46ºC com fluxo de ar intermitente, tendo seus cálices retirados após a desidratação para embalar e processar apenas as pétalas em condições adequadas, que preservam todas as suas qualidades medicinais e propriedades.