Aparajita

अपराजिता

Clitoria ternatea: Antigos e novos aspectos

Resumo - Nativa da Ásia Tropical, a Clitoria ternatea é uma planta medicinal fitoterápica perene e trepadeira, com longa tradição de uso como intensificador de memória e agente ansiolítico, encontrando-se vários constituintes em diferentes partes da planta. Os constituintes químicos ativos relatados desta planta são taninos, resinas, amido, taraxerol,taraxerona, alcalóides, flavonóides, saponinas, proteínas, antocianinas e carboidratos. Na medicina tradicional, a planta é usada no tratamento de icterícia, enxaqueca, garganta, infecções oculares, doenças de pele, asma, articulações inchadas, dor de ouvido, erupções, febre, infecções do trato urinário, prisão de ventre, picadas de cobra, dor de cabeça, indigestão, lepra e doenças do sistema nervoso central. Seus vários extratos possuem um grande número relatado de atividades farmacológicas, como nootrópico, ansiolítico, anti-convulsivo, sedativo, antipirético, antiinflamatório, antidiabético, antioxidante, antistress, imunomodulador, larvicida, proteolítico, anti-helmíntico, di-
urético, antimicrobiano e potenciador da memória. A presente revisão é, portanto, um esforço para fornecer um levantamento detalhado da literatura sobre sua farmacognosia,
fitoquímica e seus usos tradicionais, com ênfase especial para suas atividades farmacológicas.

ACESSE O ARTIGO ORIGINAL (Inglês)

GUPTA, G. K.; CHAHAL, J.; BHATIA, M. Clitoria ternatea (L.): Old and new aspects. Journal of Pharmacy Research, 3(11),2610-2614, 2010.